03 janeiro, 2008

Ano Novo colorido

Chegou o Ano Novo, cheio de cor e alegria. É assim que melhor posso descrever a maravilhosa noite de luz e encanto que vivemos, os dois juntos, bem juntinhos, numa suite maravilhosa com vista para o mar, para a natureza, para a loucura.
Já noite dentro mas antes das doze badaladas mais aguardadas do ano subimos ao quarto, tinha sido um jantar muito saciante e farto, um enorme regalo e como não poderia deixar de ser, o vinho foi parte integrante, talvez um pouco integrante a mais que nos aumentou a disposição, e já no quarto o ambiente começou a aquecer, tal como os nossos corpos crescentes de ansiedade pelo toque mutuo.
O barulho mediano do filme que estava a dar na TV misturava-se com alguns inesperados foguetes lançados ali perto, dando mais brilho e cor ao nosso quarto com fraca luminosidade no momento. Deitados na cama, ali estávamos nós a falarmos alegremente, soltando gargalhadas e trocando beijos, as nossas mãos estavam cada vez mais soltas e iam deslizando, atrevidas, pelo corpo ora do dela, ora do meu, percorrendo-o, atingido sobretudo aquelas zonas mais "gulosas" que ansiavam por mais toque, mais paixão.
Seduzido pelo calor do seu corpo deixei-me levar, queria mais pois no momento o que mais sentia era um indescritível desejo carnal, que me pudesse levar ao limite do prazer e com ela junto a mim, uníssemos os corpos para formarmos um só.
Como é costume gosto e dou preferência a que a mulher tome o controlo quando fazemos amor mas naquele dia preferi uma igualdade e assim comecei por lhe ordenar que a pouca distância da cama se despisse sensualmente, despi rapidamente todo o tecido que me envolvia e quando mais me tocava, mais duro ficava o meu sexo, ao ver toda aquela pele brilhante ser descoberta.
Era encantadora a maneira como ela tirava a roupa, deixou por fim á vista uma langerie preta linda, sensualmente obcecante e quando o desejo aumentou ainda mais não resisti, levantei-me, aproximei-me dela, beijei-lhe uma orelha, o lóbulo e fui descendo ainda mais, percorrendo o seu pescoço e só parando num dos seus grandes seios, lambi, suguei todo o redor do mamilo, era delicioso e mais delicioso ainda foi o que tive de recompensa...

[continua...]

Johnny © 2007

3 comentários:

Anónimo disse...

ta simplesmente divinal...por outras palavras 5*...tá lindoooo gostei msm mt @

ass:karyna

Noivo disse...

eu já estava a adivinhar uma noite longa;)

Quando o Fogo e o Gelo se encontram disse...

Bom muito bom.... mt desejooooooooo :)