05 novembro, 2010

Maldito colchete

Parece um entrave quando a pulsação sobe e acelera a cada instante, a cada beijo, a cada toque no corpo um do outro, não quero que o momento certo seja estragado ou perturbado por uma simples peça de roupa que no momento, para mais nada serve se não tirar...
O que está por trás é o objectivo, não sendo porém o mais fácil de manusear mas o tesão alimenta a paixão e a dedicação como se processa o toque maravilhoso...

Então porque hesitas?

Não tenhas medo e vai em frente...
Não é difícil, Não é fácil... Mas tem jeito, tem truque, tem arte!

JC © 2010

2 comentários:

riskcontact disse...

eu nunca consigo sequer fechar esse troço direito, imagina pra abrir, kkkkkkk

O Santo Diabinho disse...

Descobri este pequeno canto e estou a adorar explorar...
Vou regressar certamente...

Como tudo na vida desapertar um colchete tem a sua arte, é só preciso alguma experiência e tudo se consegue...

A calma é uma virtude...
Aproveita....
;)