14 abril, 2008

Mistérios do amor

Amo-te sem parar num relógio eterno
De paixão amorosa, carnal e ardente
A minha alma transborda saudade
Tão forte dos teus beijos de açúcar derretido
Que cai e adoça ainda mais este amor...

O brilho dos teus olhos me fez entrar
Para no teu coração chorar a cantar
Esta melodia de amor que dedico para ti
Esplêndido cantar das vozes escondidas
Que de dentro do coração gritam ainda mais alto...

Oh minha ternura harmoniosa
Que me fazes viver e me deixas tão feliz
Sinto-te dentro de mim de um jeito particular
Consigo sentir o teu corpo tremer
Quando os teus lábios tocam os meus...

Mas nesta louca paixão
O mistério do amor ainda não foi desvendado
Ele esconde-se por trás do meu amor
E do amor que tu sentes por mim...
Mas está presente e manifesta-se
A qualquer hora, a qualquer momento...

Johnny © 2008

3 comentários:

Anónimo disse...

Eu amo-te cada vez mais,
Eu amo-te como nunca amei ninguém,
Eu amo-te de uma forma louca,
Eu amo-te para todo o meu sempre,
Eu amo-te e não sei viver sem ti,
Eu amo-te com todas as minhas forças,

Ass:karyna

João disse...

Olá.
Adorei o teu blog e foi uma agradavel surpresa te-lo descoberto.
Preciso de encontrar uma mulher assim como tu desinibida...
Beijinhos e passa pelo meu e deixa la a tua marquita também

Anonimo do Algarve disse...

Muito bonito, gostei desses versos vou copiar p/ fazer uma cena c/ a minha gaja k ela gosta de supresas.

Bjs