23 abril, 2008

Destino

Nas ondas calmas do mar
Vagueio sem parar
Para talvez um dia te encontrar
E dizer que te amo sem parar

Vejo as horas a multiplicar
Dias a fio recuso-me a calcular
Não quero me ausentar
Porque a solidão está-me a matar

É quase como não respirar
Essa tua ausência tão invulgar
Que teima em continuar
E um dia irá acabar

Sempre que te vejo olhar
Com esse teu jeito de encantar
Recordo-me de momentos doces a passar
Com vontade de te tocar

Imploro ao tempo que me deixe regressar
Para junto dos teus braços me aconchegar
Sei que em breve virão para me levar
Mas agora estou aqui para te amar!

Johnny © 2008

3 comentários:

Dark Red disse...

O poema acabei de ler
Um comentário vou escrever
Mas está difícil saber o que dizer
Falta-me um sopro de inspiração ter.

:P

Marrie disse...

Qta paixão!!!

Anónimo disse...

xim é mta paixao xim xD

é por ixo k k amo paixao...

amu-te mt mt mt

Ass:Karina

pS:I LOVE YOU