01 fevereiro, 2012

Gelo Frio Ardente

Frio, muito frio.

Por estas bandas aproximam-se tempos gélidos com ventos que quase 'cortam' a pele à sua passagem, mas nem essa intempérie ameaça sequer arrefecer o tesão que estou a sentir...

Quero quebrar gelo e enfiar-te bem fundo para que sintas todo o meu calor.

Sentir uma respiração tão ardente junto à minha orelha, enquanto urras de prazer, debaixo de uma manta quente.


Faz de mim a brasa da tua fogueira!

JC'12

Sem comentários: